Half-blood Camp RPG

Ficha de Penélope Walker

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Penélope Walker

Mensagem por Penélope Walker em Sab Ago 06, 2011 8:04 pm

Nome: Penélope Walker
Idade:
15 anos
Raça:
Semi-deusa
Filha de:
Ares
Alinhamento:
Mal
Pais e Moradia:
San Francisco / Sem moradia fixa
Acampamento:
Grego

Personalidade:
Altamente perigosa. Odeia quando se intrometem em sua vida, é especialmente fria e calculista. Não perdoa nada. É apenas amigável com pessoas mais próximas, intimas, porém com estranhos, é preferível nem comentar. Nasceu em San Francisco. Seus avós maternos são muitos ricos, e após a morte da filha foram embora para a Europa, internando a neta em um orfanato. Porém,a loira não suportou o local e fugiu semanas depois. Passando a morar nas ruas,se tornou outra garota. Não demonstrava felicidade e após matar um monstro,foi achada por um sátiro que estava a procura de semi-deuses perdidos.Descoberta sua verdadeira origem,vai para o Acampamento Meio-Sangue.

História:
As luzes das principais avenidas de San Francisco se acenderam ao pôr-do-sol. Era o momento perfeito para a cidade mostrar sua verdadeira beleza. Assim que as ruas se apinharam de veículos,como motos e carros,várias pessoas começaram a circular pelas atrações que a cidade dispunha. E então,eu percebi que era chegada a hora de matar algum monstro que não merecia viver. Na verdade, a maioria dos monstros são merecem viver,contudo se eles não existissem,acho que a vida como meio-sangue não seria nada divertida. Minha vida se resumia apenas à sobrevivência, já que desde muito nova morava na rua. Ainda me lembro quando meus avós alegavam que não podiam mais cuidar de mim já que minha minha mãe havia morrido em um acidente de carro quando eu era apenas um bebê. Sinceramente, eles não fizeram falta em minha vida.
Após uma senhora pagar uma água para mim em um dos muitos restaurantes que ficavam nas calçadas,agradeci a ela gentilmente e senti um odor esquisito em seguida. Quando me virei na direção do cheiro,percebi uma mulher andando apressadamente por entre as pessoas. Curiosa como era,deduzi imediatamente que era um monstro. E talvez fosse até um fácil de enfrentar justamente por ela estar fugindo de mim. Bom, era fato que nem todos os monstros eram fáceis de matar. Eles se defendiam mais da morte do que qualquer outra coisa.Assim, me vi correndo atrás de uma empousa.
Antes de mais nada, se não está acostumado a ver uma mulher branca como giz, com cabelos vermelhos como fogo e olhos da mesma cor,correr com uma perna humana de bronze e a outra parecida com um casco de burro,acredite: elas são muito rápidas quando querem.
A noite caira na cidade como em um passe de mágica e reconheci a empousaque procurava assim que a vi entrando em um beco. Pisquei os olhos,percebendo tarde demais que aquilo era uma armadilha. Minha espada já esta erguida e quando ela veio correndo em minha direção, vi seus olhos avermelhados e dentes afiados. Um arrepio percorreu minha espinha e a espada não pode ser parada assim que ela passou pelos braços do monstro.
A empousai sibilou algo para mim e eu pude perceber que ela queria me matar. Bom,quando se corre perigo constantemente,as
vezes você até sente falta de ser perseguido. Por outro lado, era até um alívio ver que ninguém estava ocupado procurando por sua sombra. Quando me dei conta,já estava ao chão. Tinha certeza que ela havia me empurrado,mas com a queda não ouvi o baque de meu corpo naquela viela escura. Pode culpar meu TDAH,se quiser. Ele é total culpado por eu ter esses lapsos de memória. E logo em uma luta! Eu não deveria ter um pingode normalidade,de fato.
Meus ouvidos captaram o seu riso quando me levantei e parti para cima dela, pela segunda vez. Será que ela acreditava que eu não conseguia acabar com um monstro facilmente? Caramba, isso que era tirar uma com a minha cara. Talvez ela se esqueceu que estava em uma luta ou estava ocupada demais rindo de mim,mas apenas sei que a espada finalmente atingiu seu corpo e ela se virou espantada
para mim,se transformando em uma fumaça escura de pó.

°°°

Assim que a espada foi limpada, sai tranquilamente do beco pensando que ninguém tinha visto aquela pequena luta. Sim,meus pensamentos positivos não poderiam ser melhores quando um garoto se postou diante de mim alegando que eu era especial. Seu rosto era de um adolescente normal,se não fosse pela sua expressão de desespero. Será que alguém da famíla
dele havia morrido e o coitado me confudira com uma parente sua?-O que pensa que está fazendo? –Antes que eu começasse a soltar algumas palavras nada bonitas,o garoto segurou meu braço e me puxou para um café do outro lado da rua. Ele
andava engraçado,como se estivesse com um problema na perna ou coisa parecida. E só para terminar, ainda estava com uma muleta no outro braço. Nunca pensei que uma pessoa alejada pudesse andar tão rápido. Ouvi o sino do estabelecimento tocar anunciando a nova entrada de clientes,mas isso e todas as coisas de minha vida pareceram sumir quando ele se sentou à minha frente em um dos muitos bancos que estava por ali e anunciou minha primeira entrada à esse mundo de deuses e monstros.
-Olhe,eu sei o que você fez naquele beco. – ele me disse e eu empalideci. Será que ele sabia da empousa? Uma frase mais tarde vi que a morte do monstro era o menor de meus problemas.–Sei que já ouvi falar de mitologia grega e todas essas coisas,certo? Bom,você é uma meio-sangue,filha de um deus olimpiano e uma mortal.
-Você está brincando comigo,não? - Pisquei os olhos confusa e cruzei os braços sobre a mesa. As imagens que eu
vira na biblioteca municipal começaram a jorar em minha mente como água. O rapaz começou novamente a me puxar dali e em questão de minutos, estávamos saindo de San Francisco. Ainda estava pensando em que resposta ele daria quando senti seus olhos grandes em cima de mim,decidido a me falar um segredo muito grande.
-Não,filha de deus. E preciso levar você para o único lugar que lhe é seguro. O Acampamento Meio-Sangue.

Aparência: Estutura baixa,morena,olhos castanhos,pele clara.
Sonhos, Medos e Gostos: Se vingar de seus avós por tê-la deixado / Possui um medo irracional de palhaços / Gosta de tudo ao seu jeito
Outros Fatos: -

Poderes:
:Passivos

:Ativos
Ambdestria (level 1) –meus filhos poderão usar duas armas ao mesmo tempo.


Última edição por Penélope Walker em Sex Ago 19, 2011 4:00 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Penélope Walker

Mensagens : 46
Data de inscrição : 06/08/2011
Idade : 22

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Penélope Walker

Mensagem por Febo Apollo em Qua Ago 17, 2011 8:16 pm

Ficha Aprovada

_________________

Senatus Populusque Romanus!
Como se agita o rebento de loureiro de Apolo!
Como treme todo o templo! Fora, fora com os males!
Deve ser Febo que pontapeia a porta com o seu belo pé.
Não vedes? A palmeira de Delos acena levemente,
De repente; o cisne canta de modo belo no ar.
Trancas das portas, retirai-vos.
Chaves – abri as portas! Pois o Deus já não está longe.
avatar
Febo Apollo
Deus do Olimpo

Mensagens : 490
Data de inscrição : 02/06/2010
Idade : 20
Localização : Olimpo

Ficha Half-Blood
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Level: ????
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum