Half-blood Camp RPG

Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Michael Jon Carter em Sex Jul 22, 2011 12:57 am

Se inscrevam aqui aqueles que desejam ser filhos de Zeus,devem preencher a seguinte ficha:
Nome:(Nome do Personagem)
Link da ficha:(Link da ficha--> http://half-bloodcamp.forumeiro.com/f115-ficha-do-personagem)
Lvl:(Seu lvl)
Pequena historia:(Uma pequena historia,nada muito grande)
Código:
[b]Nome:[/b]
[b]Link da ficha:[/b]
[b]Lvl:[/b]
[b]Pequena historia:[/b]

_________________
Spoiler:

"Toda guerra termina por onde começou: a paz."
( Jules Barthélemy-Saint-Hilaire )

"A paz, em assuntos internacionais, é um período de trapaça entre dois períodos de guerra."
( Ambrose Bierce )
avatar
Michael Jon Carter
General Supremo Ariano
General Supremo Ariano

Mensagens : 4419
Data de inscrição : 02/06/2010
Idade : 1916
Localização : Aonde você menos espera

Ficha Half-Blood
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Level: ????
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Ulysses . T . S . Berg em Sex Jul 22, 2011 1:49 am

Nome:Ulisses . T . S . Berg
Link da ficha: http://half-bloodcamp.forumeiro.com/t1776-ficha-ulisses-t-s-berg#32391
Lvl: 1
Pequena historia: Ulisses foi criado por Lupa . Que deu esse nome a ele por admirar muito Ulisses Original . Ele se mete em várias brigas uma dela foi memorável . Ulisses tinha 7 anos estava na floresta olhando os animais . Quando ouve gritos muito altos . Ele como todo herói foi para lá ajudar quem era que seja , Ulisses encontrou faunos sendo atacado por um Cão Infernal 5x o tamanho dele . Ele estava doido para testar a espada que Lupa lhe deu de presente , Uma espada feita de Ouro Imperial , então desembainhou ela na hora e pediu aos faunos para chamarem ajuda . O pequeno Ulisses estava encarando feio a fera . A fera deu o primeiro ataque , correu na direção de Ulisses e atacou mas felizmente Ulisses desviara no último momento . Ele com a espada na mão ficava trocando a constantemente deixando o Cão confuso . Ele soltou um grito alto , mas infantil de guerra ele atacou o Cão com extrema habilidade para sua idade . O Cão a cada movimento ficava mais surpreendido mas nenhum golpe acertava , quando derrepente ele tinha acertado o fucinho dele . Boa Notícia ? Não . O Cão não desintegrou e ficou extremamente enraivecido e correu atras de Ulisses , ele conseguia correr direito mas o Cão o encurralou e pronto para ataca - lo .
- Vuuuuummmm... ( Não . Não era o Super Homem ) - uma flecha alogou nas costas do animal que se desintegrou .
Os filhos de Febo veio ajuda-lo mas estava tudo bem .
avatar
Ulysses . T . S . Berg

Mensagens : 21
Data de inscrição : 22/07/2011

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Carter Kane em Qui Jul 28, 2011 5:20 pm

Nome: Teseu Nolan
Link da ficha: http://half-bloodcamp.forumeiro.com/t1831-ficha-tnolan#33168
Lvl: 1
Pequena historia: Fui levado ao acampamento pelo meu irmão adotivo a um ano para ser treinado pois sou algo como Heroi ou coisa do tipo em treinamento.Me disseram que um dos meus pais é um deus do olimpo(vai sabe da onde tiraram essa idéia).Mas até hoje não fui reclamado.
Quero muito ser filho de Zeus pois adoro ele e o Céu,todos aqueles desastres aereos são de mais.Fora o raio mestre que é a maior e melhor arma de todas.
Resumindo Zeus é o maximo.
avatar
Carter Kane
Devotos de Hera |Campista Traidor|Grego

Mensagens : 355
Data de inscrição : 05/04/2011
Idade : 25
Localização : Acampamento meio-sangue-Chalé de Atena/Chalé de Hera

Ficha Half-Blood
HP:
310/310  (310/310)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Barney em Qui Jul 28, 2011 9:30 pm

Nome: Barney
Link da Ficha: Aqui ;D
Level: 1
Pequena História: I once said "nothing suits me like a suit" and it is true.
avatar
Barney
Campista Traidor

Mensagens : 28
Data de inscrição : 23/01/2011
Idade : 21

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Mattew Clark em Sex Jul 29, 2011 8:49 pm


Nome: Edward Mors
Link da ficha: ~ Ficha de Edward Mors
Lvl: 1
Pequena historia:
Era uma noite como qualquer outra porém algo estava prestes a acontecer.Edward ainda tinha 7 Anos e provavelmente não sabia de nada e nem mesmo quem era seu pai mais como era ainda uma criança não se importava muito com isso.A Tia de Edward naquela noite foi visitar sua irmã e seu sobrinho depois de alguns minutos conversando a tia de Edward pegava em sua mão e o levava até o jardim da casa onde tinham várias flores e arvores,porém Edward percebia alguém gritando e voltava correndo até sua casa para ver o que estava acontecendo.Chegando lá Edward encontrava sua mãe caída no chão e um possível Lobo ao lado de sua mãe,então Edward ficava por alguns segundos parados até que sua tia pegava Edward no colo e saía correndo da casa enquanto o Lobo ficava na porta observando o menino chorando.Edward viveu como uma criança normal por alguns anos até os 11 Anos depois disso tudo começou a se complicar e alem disso a imagem de sua mãe morta no chão passava várias vezes em sua cabeça deixando Edward "louco",não a nada que a tia de Edward podia fazer para que as imagens pode-sem ser esquecidas.A Tia de Edward conhecia um homem que também avia perdido sua mãe quando era criança,então ela pediu a esse homem que pode-se conversar com o Edward para poder dar dicas de como se livras dessas imagens.O Homem ao entrar na sala sentava ao lado de Edward e dizia:
- Olá Edward como vai ? Meu nome e Bob
Edward então dizia:
- Mais um pra vim aqui tentar fazer eu esquecer daquelas imagens ?
Bob ao ouvir a pergunta ficava um pouco triste e dizia:
- E isso mesmo.Eu posso lhe levar a um lugar melhor o que acha ?
Edward ouvia a pergunta e ficava um pouco alegre.Então respondia:
- Tudo bem. Tudo bem e onde e Esse lugar ?
Bob vendo que Edward ficava curioso sobre o local logo dizia:
- E um acampamento muito legal e também para pessoas especiais assim como você !
Edward ouvindo isto dava uma pequena risada e respondia:
- Você quer dizer que eu sou Especial ? Are you crazy ?
Bob ouvindo o Edward logo respondia:
- Não não sou louco garoto ! vamos irei te levar ao Acampamento.
Bob levantava junto ao Edward e logo ia até o Acampamento.Bob no caminho dizia:
- Logo Saberá quem e seu pai !
Edward ficava um pouco alegre e ia acompanhando Bob até esse tal acampamento.Enquanto ambos estavam andando,o mesmo lobo que avia matado sua mãe estava ali observando eles até que Bob gritava:
- Edward Corre !!!
Edward ouvia Bob e rapidamente parava e olhava atrás e via o mesmo lobo que avia matado sua mãe então rapidamente voltava correndo até Bob para tentar salva-lo.Bob olhava a Edward e rapidamente era acertado por uma patada do lobo e logo caia ao chão e retirava uma adaga de bronze e jogava para Edward.O Lobo assim que derrubava Bob corria até Edward e tentava lhe acertar uma patada,porém Edward pulava para o lado e acertava de raspão a adaga na perna do lobo,Bob então rapidamente se levantava e retirava sua espada de bronze e distraia o lobo,então Edward rapidamente dava o ultimo golpe no lobo.O Lobo resistia por alguns segundos e depois caia ao chão morto e então Bob dizia:
- Edward Vamos correndo até o acampamento agora!
Ambos foram correndo até o acampamento.

avatar
Mattew Clark

Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/07/2011
Idade : 20
Localização : Half Blood Camp ( Grego )

Ficha Half-Blood
HP:
110/110  (110/110)
Level: 2
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso Filho de Zeus/Júpter

Mensagem por Orochimaru Sama em Ter Ago 02, 2011 6:12 pm

Nome: Orochimaru Sama

Level: 1

Ficha do Personagem: http://half-bloodcamp.forumeiro.com/t1849-ficha-orochimaru-sama

História: Um garoto que vivia em uma cidade afasta nos Estados Unidos sem muita contato com pessoas diferentes, pois todas as vezes que ele ficava nevoso com alguma situação, se mostrava diferente de outro qualquer, sua a força era maior que qualquer outra e a fúria dentro de seu peito fazia-o invensível tirando o contato com outras pessoas e claro sua aprência que era diferente dos outros (diferente a ponto de ser colocado como monstro), e após anos de solidão encpntra uma pessoa que diz trazer a solução a seus problemas que o entende como niguém, e que sabe que ele não é anormal e consequentemente depois disso ele começa a trassar um novo rumo para sua história que acaba de ser iniciado...


avatar
Orochimaru Sama

Mensagens : 2
Data de inscrição : 31/07/2011

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Dylan Smith em Seg Ago 22, 2011 9:19 pm

Nome: Dylan Smith
Link: http://half-bloodcamp.forumeiro.com/u818
lvl : 4
Post: (postei grande tem problema? - Desculpe só consigo postando grande msm - )

O que?! – Pensava e se levantava repentinamente de sua cama, como se tivesse despertado de uma hibernação. Sua aparência era desgastante e semimorta, já que estava de fato sonolento. A forma com que tratava de sua saúde não era lá uma das piores, apesar de se sentir uma escória. Sua última missão realmente fora um arraso, já que tivera que apelar para uma tempestade ignorante local , pelo fato de que tinha mexido bastante com suas emoções, podemos assim dizer. Aquilo realmente arrasara com sua força vital. Com sorte, ele não tinha desmaiado, como acontece naturalmente com muitos outros semideuses. Todo esse conjunto de reflexões fora quebrado por alguns empecilhos ambientais. O ar no chalé parecia que havia escamoteado, o ambiente estava muito abafado e quente. Pigarreando, retirava seu pijama de imediato e vestia algo casual, para sair daquele local execrável. Aquilo era simplesmente o clima, que passava por outra mudança invulgar, ou era simplesmente seu estado físico, que estava fora de forma e debilitado?

Não, não posso me render tão facilmente... Não estou tão fraco como penso... – Teimava consigo mesmo, sendo incapaz de acreditar que não tinha mais capacidade para luta. Apesar de ter pegado tantas missões perniciosas e essa última em tão pouco tempo, acreditava que tinha uma capacidade proeminente. Sem mais delongas, tropicava algumas vezes, enquanto tentava sair de seu chalé. No mesmo instante em que colocava o pé no ambiente externo, sentia o ar aprazível lhe banhando. Eram realmente as condições internas do chalé que se encontravam ominosas. Tentava olhar para o céu, mas uma luz extravagante tornava sua visão ofuscada, forçando-o a olhar para baixo. Mas que chato esse estado em que entram as pessoas quando acordam, hein? Incapacitavam muitos de fazerem coisas naturais, mesmo que por um período curto. Apesar de ser uma forma do organismo se recompor, não, não era algo saboroso a se sentir, acredite.

Vamos, melhore! – Proclamava em tom de ordem contra seu próprio corpo, enquanto caminhava vagarosamente pelo acampamento. Bebia um copo d’água extremamente prazeroso, que milagrosamente revigorava suas forças em um tempo muito curto. Uma balbúrdia se manifestava na direção da arena. Provavelmente algumas pessoas estavam treinando. Naturalmente, seguia em direção à mesma. Cogitava a idéia de lutar com alguém ali, mas ainda estava um pouco exausto, já que tinha acabado de acordar. O que devo fazer... O que devo fazer, hm? – Pensava consigo mesmo, em relação ao desânimo que percorria por seu corpo. Não sabia de exato o que fazer para se extasiar, já que todas aquelas lutas anteriores estavam fáceis mas cansativas, se é que entendem.

Enquanto descansava-se, observava um garoto de porte médio, loiro e que aparentemente media 1,67. Era da altura de Alistair, deixando-o um pouco receoso. Lutava literalmente bem, empunhando duas adagas com suas lâminas viradas para traz. Usufruía de uma agilidade e destreza insólitas, desfechando golpes letais em alguns oponentes que decidiam enfrentá-lo. Não era um lutador de honra, muito pelo contrário. Desfrutava de golpes baixos, sendo totalmente ignorante e rude, quanto às falas e gestos. Não parecia um semideus digno de estar ali, sob o “teto” do acampamento. Alistair jogava a quantidade remanescente de água de seu copo em sua face, para refrescar seu corpo. O sol realmente fazia todos submeterem-se à ele, exceto os filhos de Hefesto, claro.

Continuava a encarar o garoto, que não se contentava em apenas vencer as lutas, mas que pretendia zoar e infernizar os outros, dando pequenos chutes e rindo dos já caídos. O que merda você está olhando, garoto ridículo? – Escutava o semideus gritar com um tom escandaloso, em resposta à ação de Alistair encará-lo. Essa frase soou como nada mais e nada menos do que um desafio para Alistair, que se metia inevitavelmente em encrencas diariamente. Por sorte, eles não brigaram. Já estava no horário do caça a bandeira. Algumas pessoas entravam na arena para chamá-los.

Todos se aglomeravam perto do diretor do acampamento. As equipes se encontravam razoavelmente bem divididas. Alistair se juntava à seus companheiros da equipe azul. Ouvia algumas falas clássicas do diretor, enquanto este mandava a todos se posicionarem. O silêncio reinava na floresta, enquanto todos esperavam o soar da corneta para começar o evento. Instintivamente, uma gritaria guerreira se manifestava, enquanto uma quantidade inigualável de pessoas de cada lado partia para cima uns dos outros. Parece de fato uma guerra, com vários animais famélicos por sangue e morte – Essa era o pensamento de Alistair, quando via ambos os lados guerrearem. Como de costume, não gostava de entrar no meio daquela “suruba”. Preferia buscar pela bandeira vermelha à sós e sorrateiramente. Em meio à um borrão esverdeado, conseguia enxergar um membro da equipe vermelha. Manifestava sua presença, dando um cumprimento cordial. Olá... – Pronunciava, assistindo o oponente se assustar. Como em uma cena clichê de um filme, Alistair olhava espantado para o garoto. Era o mesmo semideus que tinha encarado anteriormente. Por que merda, logo naquele mesmo dia, ele teria encontrado aquele semideus? Muita coincidência para um dia só.

Mantinha seus olhos semi-abertos, enquanto encarava o menino. De forma serena e com um dado em suas mãos, fazia semelhante ao que faziam com uma moeda, quando jogavam cara ou coroa. Enquanto o pequeno dado fazia várias rotações no ar, ele ia tomando gradativamente a forma de uma espada comum, mas revestida de bronze celestial. Provavelmente ele não tinha transformado sua espada anteriormente porque seria mais um peso para carregar, apesar de ser extremamente arriscado. Contudo, ele não estava mais em risco agora, que já empunhava sua espada firmemente. Estava preparado para lutar? Era uma dúvida que continuava pairando sobre a mente de Alistair, que não estava tão confiante como sempre.

Calado! – Falava em resposta às risadas do garoto histérico. Se aproximava em passos largos, e socava contra a face do garoto, uma atitude que nem mesmo ele esperava, apesar de estarem numa caça a bandeira. Desgraçado... planeja a morte? Vai se curvar à mim, Aaron, quando perder, menino insolente. – Respondia o garoto, empunhando suas adagas, pronto para um combate. Alistair escutava tudo enquanto erguia sua espada e fitava Aaron, com uma calma triunfante. Tentava estabelecer seu antigo jeito de ser característico, frio e calculista. Sorria com beldade, esperando algo acontecer.

Ambos se encaravam de forma voraz, circulando o perímetro. Como se lessem a mente um do outro, começaram a luta simultaneamente. John, naturalmente, era mais ágil. Isso proporcionou uma vantagem e seu ataque saiu primeiro. Com suas duas adagas, John tentou desfechar um golpe certeiro no peito de Alistair. Entretanto, este já previa algo do gênero, já que seu adversário se tratava de alguém ignorante e sem criatividade. Com sucesso, Alistair se deslocava para a esquerda e infligia um golpe com seu cotovelo nas costelas de John. Infelizmente, errara o golpe. John era mais vertiginoso e saiu de seu campo de alcance facilmente. Habilmente, Alistair avançava e tentava inflingir um golpe com sua espada contra o peito de John. Entretanto, antes de chegar perto do corpo do mesmo, Alistair recebeu um chute rijo no tórax, sendo empurrado para traz.

No mesmo tempo em que era empurrado, segurava a perna de John que estava na altura de seu peito e puxava-o para o mesmo sentido em que estava sendo empurrado. Assim, ganhava impulso para ir para frente e soqueá-lo no meio do nariz. Com sorte, o golpe fora executado com sucesso. Contudo, o semideus parecia ser um pouco resistente. Mesmo após levar um soco no nariz e tê-lo sangrando, ele se levantava e já partia para cima de Alistair. O que era esse garoto? Filho de Ares ou algo semelhante? Nunca saberemos, a não ser que o mesmo fale. John foi tão rápido que não permitiu Alistair terminar de raciocinar. Recebia uma cotovelada no peito após defender-se de um golpe de sua espada e era empurrado para traz. Esse garoto me parece bem perito em lutas mano-a-mano, apesar de se aproveitar de golpes baixos... Parece que vou ter que desfrutar de outro artifício. – Pensava, enquanto se levantava e distanciava-se ligeiramente de seu adversário. Com calma e rispidez, ganhava velocidade correndo contra o oponente. Estava prestes a enganá-lo com uma estratégia simples. Enquanto corria, jogava sua espada como um boomerang em direção à John. À proporção de que esta se aproximava do adversário, Alistair lançava algumas cargas elétricas na esquerda e na direita de seu oponente, tornando-o sem saída. Tudo parecia sair perfeito, quando repentinamente via o semideus sendo atingido pelos raios e sua espada se perdendo no meio do mato. Merda, não funcionou... – Lamentava-se por não ter conseguido enganá-lo. Provavelmente o garoto tinha calculado que ser atingido pelos raios era algo mais vantajoso do que pela espada, já que Alistair não era alguém de nível tão avançado assim. Ainda abalado pelo golpe fracassado, surpreendera-se quando via John se aproximar brutalmente com suas adagas. Recebia vários cortes superficiais nos braços e um parcialmente profundo no braço direito. Instintivamente, fazia um gesto com as mãos e uma rajada de vento era conjurada contra a mão do adversário. As adagas do mesmo eram jogadas para traz. Entretanto, só as adagas. Naturalmente, ambos se colidiam e caíam se embolando no chão, enquanto soqueavam-se um no outro. Vaza! – Gritava Alistair, esboçando um sorriso malicioso. Cabeceava a cabeça de John e empurrava-o para o lado, na tentativa de se colocar de pé e tomarem distância.

Caralho... essa foi por pouco. – Pensava ofegante. Percebia que estava desarmado. Todavia, não podia perder a atenção de John. Continuava a analisar todas suas reações, para desfechar um contra-ataque. Percebendo que o semideus corria atrás de suas adagas, que não estavam longe, erguia suas mãos e fazia com que o vento atirasse-as na mesma direção em que sua espada tinha se perdido. Alistair corria em direção à John, que refletia sobre a adaga simplesmente ser jogada para o mato. Provavelmente não tinha percebido que fora Alistair. Voltava-se a ficar consciente apenas quando recebia um murro na nuca, vendo Alistair desaparecer em meio ao borrão verde.

Cadê, cadê? – Alistair perguntava à si mesmo, enquanto procurava sua espada. Sem perceber, saía do meio da moita e encontrava sua espada cravada no solo. Aproximando-se para pegá-la, surpreendia-se por encontrar algo a mais. Uma bandeira avermelhada se posicionava a sua frente! Tinha simplesmente vencido? Era incrível demais para o mesmo. Contemplava a mesma, alisando seu cabo de madeira. Há há! – Ria com tamanha felicidade. Tudo simplesmente desaparecia, enquanto recebia uma voadora violenta contra seu dorso. Alistair desabava no chão, ao lado de sua espada. Achou que iria ser tão fácil? – Escutava John, percebendo que já tinha suas adagas em mãos. Que merda, hein? Você nunca desiste mesmo né? – Falava Alistair, enquanto tentava se levantar com certo esforço. Erguia suas mãos e lançava um raio voraz, proveniente da nuvem. Assistia John repeli-lo com apenas um movimento de sua adaga, enquanto avançava contra o mesmo. Tentava golpeá-lo nas pernas com sua espada, e logo chutá-lo em seu tórax. Apenas um corte parcial nas pernas foi dado com sucesso. John defendia-se com seu ante-braço do chute. Sem perceber, lutavam em cima do rio. John chutava um pouco de areia nos olhos de Alistair, que recebia um soco na boca do estômago. Caído no chão, Alistair limpava sua visão, não permitindo quaisquer movimentos de John a partir daquele momento. Girava no chão e chutava o joelho de John, fazendo-o cair no chão.

Agora vai sentir o que é dor. –Alistair falava rispidamente, enquanto apertava o pescoço de seu adversário pela gola. Lembrando de momentos anteriores, cabeceava novamente contra a testa de John, sorrindo. Era possível ver o grau de irritação sobre este golpe, que era um tanto quanto enjoado. Cabeçudo! – Gritava John em resposta. Sabe que a eletricidade fica mais potente quando mesclada à água, certo? – Sorria com beldade. Ao mesmo tempo, mergulhava sua mão livre no rio e descarregava uma carga elétrica que parecia ter guardado a semana inteira. Alistair estava ali despejando suas emoções em forma de energia. Estava ansioso, furioso, feliz, com ódio, exausto, energizado. Era uma mistura de emoções opostas se atraindo que eletrocutavam com mais potência seu oponente. Esquecendo-se de um detalhe, apesar de não estar com muito contato com a água, estava em contato com o semideus. Normalmente, também era atingido pelo golpe, mesmo que apenas um pouco.

Porra! – Gritava, apesar de estar rindo. Era jogado para fora do rio. Recobrava sua consciência, inerte, enquanto via uma quantidade considerável de pessoas se aproximarem do local. Provavelmente o estrondo do raio e do combate tinha se alastrado por vários locais, fazendo com que várias pessoas se assustassem e tentassem descobrir o que exatamente estava acontecendo ali.

Otário. – Vociferava Alistair, vendo seu oponente gemer doloridamente no rio. Alistair tentava se levantar com um esforço exacerbado. Apesar de fraquejar intensamente, ele tinha de vencer aquilo. Estaria provando para si mesmo que não estava acabado como pensava e provaria que continuava sendo o mesmo garoto de sempre, triunfando sobre os babacas. Rastejando seus pés sobre o solo lamacento, ele seguia em direção a bandeira. Colocava suas mãos sobre a mesma, enquanto as pessoas assistiam aquilo como se fosse a final de uma copa do mundo de futebol, no último pênalti para ver quem será o campeão. Com força, retirava a bandeira do solo firmemente. Ao mesmo tempo, gritos de felicidade emanavam de todos os lados. Eram seus companheiros de equipe comemorando a vitória. Despercebidamente, sentia seu corpo sendo levantado. Todos levantavam-no semelhantemente aos cantores que se jogavam do palco em cima dos fãs. Ven... ci. – Murmurava para si mesmo, assistindo seu adversário sendo reprimido por seus amigos de equipe. Logo após, sua visão começava a ofuscar e assestar os céus. Sentia-se adornado com o fato de não ser realmente um detrito de lixo. Ainda tinha suas habilidades e seu jeito característico de luta. Sentia um refrigério tomar sua consciência e corpo, apesar de este encontrar-se dolorido. Seus olhos cerravam-se lentamente, entrando em estado mórbido de sonolência profunda.

Dylan Smith

Mensagens : 2
Data de inscrição : 22/08/2011

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por santino em Ter Ago 23, 2011 5:36 pm

eu estava no orfanato hoje era mas um dia comun como os outros mas num dia tao comun de tantos tinha q acontecer alguma coisa...
eu sai do orfanato para passear na rua mario botossi cuando eu vi tres velhinhas cuse gemeas olhando para mim cuando de repente eu me encontrei com meu amigo Rowleye eu falei
-sinto o presentimento q alguem ta nos olhando R-eu terminei
-serio onde ????- ele falou meio acambalhadocomo sempre - então figamos
basto so olha para a nossa frente eu ja vi as velhas rapidas caminhando pra ca
rowley gritou afobado

-santino corre- eu eu fiquei arregalado tentando saber o que acontecia de repente as velhas se transformaram em demonios horrorosos dos filmes eles abriram asas e com uma velocidade inesperada rasgou o meu rostoea outra me empurrou batendo a cabeça quase inconciente tres capetas foram para tras do rowley eles iam corta-lo na metade se continuava a essa velocidadede repente tiro os shorts apertadose vi e nao acreditei pernas de bode affraid a velocidade aumentou mesmo assim nao valeu a pena eu fui correndo atras dele cuando de cuado eu tentei desferir um golpe eu sente um raio passando pelo meu corpo que fez o demonio voar 5 metros depois as outras dois olharam para mim e fui novamente rasgado mas dessa vez foi profundo dai eu vi 7 arqueiros mas eram cavalos como??? exterminando as tres bruxas.
caindo num sono profundo


santino

Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/08/2011
Idade : 20
Localização : new jersey

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Itachi Suiyama em Ter Ago 23, 2011 7:36 pm

Nome: Itachi Suiyama
Link da ficha:http://half-bloodcamp.forumeiro.com/t1971-ficha-de-itachi-suiyama
Lvl: 1
Pequena historia: Um garoto filho de mãe solteira, vivia em lugares de altitude alta com a mãe, mas nunca definitivo, sempre tinham de mudar, ele adorava o vento tocando no rosto forte ao estar em altitudes altas, viajar somente de Avião ja que adora sentir que está a cima de todos.
Porém como sempre, sua vida sempre fora cheias de coisas estranhas ocorrendo, sempre acidentes inesperados e sem lógica.
Aos poucos os acidentes se tornavam mais graves, e ilógicos.
Ele acabou conhecendo uma garota que gostou bastante, o nome era Amaya, mas no dia em que iria pedi-la em namoro ele foi interceptado por um estranho garoto de cabelos negros e que era grande, ele o persuadiu a ir com ele pois era pedido de sua mãe, e para provar mostrou uma carta da mesma, era a letra dela.
Ele seguiu o garoto e então o mesmo o levou para o Acampamento meio sangue, e lá ele começou a aprender que ele não era um humano normal como ja tinha pensado, e sim um Semideus.


Última edição por Itachi Suiyama em Ter Ago 23, 2011 7:59 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Itachi Suiyama

Mensagens : 12
Data de inscrição : 23/08/2011
Idade : 27

Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Convidad em Ter Ago 23, 2011 7:54 pm

Aos candidatos a meus filhos, dirijam-se ao teste e se apresentem ^^
Boa sorte a todos o/




http://half-bloodcamp.forumeiro.com/t1970-missao-teste-para-filhos-de-zeus-jupiter#34998

Convidad
Convidado


Ficha Half-Blood
HP:
100/100  (100/100)
Level: 1
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Concurso: Filho de Zeus|Júpiter

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum